Avaliação Institucional

O que é a CPA (Comissão Própria de Avaliação)

A Avaliação Institucional é um dos componentes do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e está relacionada:

  • à melhoria da qualidade da educação superior;

  • à orientação da expansão de sua oferta;

  • ao aumento permanente da sua eficácia institucional e efetividade acadêmica e social;

  • ao aprofundamento dos compromissos e responsabilidades sociais das instituições de educação superior, por meio da valorização de sua missão pública, da promoção dos valores democráticos, do respeito à diferença e à diversidade, da afirmação da autonomia e da identidade institucional.


A Avaliação Institucional divide-se em duas modalidades:

Quanto à análise dos resultados utiliza-se uma escala gradiente de pesos, a saber:Auto-avaliação - Coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) de cada instituição e orientada pelas diretrizes e pelo roteiro da auto-avaliação institucional da CONAES.

Avaliação externa - Realizada por comissões designadas pelo Inep, a avaliação externa tem como referência os padrões de qualidade para a educação superior expressos nos instrumentos de avaliação e os relatórios das auto-avaliações. O processo de avaliação externa independente de sua abordagem e se orienta por uma visão multidimensional que busque integrar suas naturezas formativa e de regulação numa perspectiva de globalidade. Em seu conjunto, os processos avaliativos devem constituir um sistema que permita a integração das diversas dimensões da realidade avaliada, assegurando as coerências conceitual, epistemológica e prática, bem como o alcance dos objetivos dos diversos instrumentos e modalidades.

Apresentação

A Lei 10.861 Institui SINAES (Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior): integra 3 modalidades de avaliação:
Avaliação das Instituições de Educação Superior (AVALIES), em suas 2 etapas:
Auto-avaliação: coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA);
Avaliação externa: realizada pelas comissões designadas pelo MEC/INEP
Avaliação dos Cursos de Graduação (ACG): visitas in loco de comissões externas.
Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE): para iniciantes e concluintes, em amostras, com definição anual das áreas participantes.

Critérios Metodológicos

Com exceção do levantamento do perfil discente, para cada objeto avaliado apresentou-se uma seqüência de proposições, sobre as quais, o avaliador poderia assinalar, uma das seguintes alternativas:

A: a proposição é plenamente atendida
B: a proposição é atendida em grande parte
C: a proposição é atendida em parte
D: a proposição é insuficientemente atendida
E: a proposição não é atendida

Quanto à análise dos resultados utiliza-se uma escala gradiente de pesos, a saber:


#Pesos (escala gradiente)Alternativas
110A: a proposição é plenamente atendida
27,5B: a proposição é atendida em grande parte
35C: a proposição é atendida em parte
42,5D: a proposição é insuficientemente atendida
50E: a proposição não é atendida


A escala gradiente possibilita verificar dentro de uma nota mínima e máxima a classificação de cada proposição. Para tanto, os intervalos regulares partem da nota 0 (zero). Esta nota refere-se ao não atendimento da proposição, isto é, a ausência de atendimento (alternativa E). A alternativa A corresponde ao pleno atendimento (peso 10). As demais alternativas, B, C e D apresentam-se de acordo com o intervalo adotado 2,5. Optou-se por uma escala de zero a dez (10) em razão da familiaridade com estes números nas avaliações em geral.

  1. Média aritmética de todas as proposições de acordo com os resultados obtidos, independente do docente avaliado;

  2. Análise individual do corpo docente a partir do cálculo da média aritmética das respostas obtidas em cada proposição;

  3. Por fim, com os dados obtidos, são construídos gráficos individuais do corpo docente, nos quais se compara a média geral do Departamento e as médias obtidas pelos docentes.


Compreende-se a Auto-Avaliação Institucional como mecanismo de produção, desenvolvimento científico e de juízo de valor sobre a UniPaulistana.

A Metodologia apresenta-se como uma ferramenta extremamente útil e viável, pois considera a instituição como um todo, atendendo ao princípio da globalidade e integração de forma associada, permitindo uma visão geral e abrangente da instituição.

Diante da histórica Auto-avaliação Institucional desenvolvida pelo Centro Universitário Paulistano, desde 1998, a CPA tomou por critério a continuidade da avaliação do Corpo Docente realizada pelos alunos utilizando os seguintes critérios metodológicos:

Leia também


Localização

Abaixo, você encontrará a localização da Universidade UniPaulistana.... Leia mais

Políticas

O conjunto dos Programas, Políticas e demais ações institucionais (elencadas na sequência), possibilitam o desenvolvimento cultural, profissional e científico dos membros da comunidade acadêmica, bem como a reflexão crítica e a disseminação de princípios éticos-científicos-acadêmicos, contribuindo tanto para a capacitação quanto para o engajamento dos egressos na construção de respostas socialmente compromissadas às demandas sociais. ... Leia mais