IV Encontro de Gestão da UniPaulistana foi mais um evento de sucesso - 17/04/2019

 

 

O IV Encontro de Gestão, que aconteceu nos dias 15 e 16 de abril no auditório da UniPaulistana, foi mais um evento de sucesso.

O tema deste ano foi "A Cultura Organizacional no Contexto da Globalização" e teve a participação dos palestrantes: Professor André Christian Dalpicolo que falou sobre os impactos da globalização nas empresas brasileiras; o Professor Ricardo de Souza Gouveia apresentou a influência da cultura organizacional no comportamento dos colaboradores; o Professor Jorge de Oliveira Vieira destacou os desafios éticos na era da globalização; e a professora Janete Teixeira Dias falou sobre os desafios para os profissionais e as empresas na nova modalidade de "home office".

Em entrevista ao Portal UP, a Professora Marisol Nieto Diaz, organizadora do evento, disse que a informação nesta era global nos leva a desafios, entre eles "a exigência de uma convivência multicultural consciente", afirmou a Coordenadora dos Cursos de Gestão Hospitalar, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Comercial e Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Pessoas e Comportamento Humano da UniPaulistana.

Portal UP - Quais os impactos da globalização nas relações humanas?

Professora Marisol Nieto Diaz - Atualmente já não é possível conceber o mundo sem pensar no caráter globalizado das relações humanas.  A globalização constitui um processo de transformações que aparentemente aproxima os quatro cantos da terra. Na era da globalização o mundo e o que nele acontece é apresentado como um todo, em que as suas partes são constituintes desse todo e apenas nele, com ele relacionadas, podem fazer sentido. Esta é a aparência do fenômeno da globalização.

UP - Quais os principais desafios na implantação da Cultura Organizacional?

Professora Marisol - A informação nesta era global convoca-nos certamente a imensos desafios, mas dada a exiguidade do espaço, assinala-se somente aquele que parece ser o mais abrangente: a exigência de uma convivência multicultural consciente do que impele o mundo para o estado social e econômico em que se encontra. Já não se trata somente de um apelo cosmopolita ou de um dever, mas de uma exigência da própria realidade.

UP - Qual a importância da Cultura Organizacional no universo corporativo?

Profesora Marisol - A construção de uma organização se faz pela partilha de valores, normas, ações, pelos mecanismos de coordenação, pela hierarquia, e pela comunicação interna e externa. Compreender o conceito de cultura organizacional é conhecer o interior de uma empresa, compreender os comportamentos e práticas dos colaboradores e o grau de ligação com a empresa.  Estes são pontos essenciais para fazer uma investigação da natureza da organização e compreender a importância de uma cultura organizacional bem estruturada para o sucesso.

UP - A Cultura Organizacional também vale para os Home Offices?

Professora Marisol - Ao longo dos anos, algumas empresas e profissionais estão encarando os desafios de implementar o home office. Seja pelos benefícios encontrados dentro das companhias ou por parte dos colaboradores, o modelo de trabalho remoto tem inúmeros defensores. No entanto, apesar dos colaboradores estarem sendo avaliados pelos resultados apresentados, a barreira cultural, a falta de confiança e a dificuldade da gestão remota, ainda fazem com que o home office não deslanche como poderia.

UP - O que fazer para que essa modalidade, cada vez mais utilizada, funcione de verdade?

Professora Marisol - Para que o trabalho remoto realmente funcione, a empresa precisa ter valores e uma missão muito fortes, a ponto de, mesmo à distância, ser possível engajar o profissional na cultura da organização. Caso contrário, esse colaborador irá se descolar da missão empresarial e possivelmente seu engajamento com o trabalho irá diminuir. Outro fator indispensável é a confiança entre gestor e funcionário. Acreditar e ter certeza de que o melhor trabalho possível está sendo realizado é um desafio, principalmente para os líderes mais centralizadores.

UP - Na sua opinião, qual a maior dificuldade da nova geração em relação ao trabalho remoto?

Professora Marisol - Os benefícios de flexibilidade, autogestão, produtividade, redução de custos e redução de estresse, atraem muito os profissionais da geração Y, por exemplo. Entretanto, uma grande maioria ainda é imatura nas relações de trabalho e podem sim confundir o benefício do home office com um day off, por exemplo.

Confira fotos do IV Encontro de Gestão da UniPaulistana:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 





Calendário Acadêmico

Passe o mouse nas datas marcadas e clique para ver os detalhes.

Central do aluno


Alunos! Todas as informações úteis para o seu dia-a-dia acadêmico.

Acessar

Instituição Participante - PROUNI