CPA







 

CPA - Conceito



A Comissão Própria de Avaliação está prevista na Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).
O responsável por conduzir os processos de avaliação interna da instituição, assim como sistematizar e prestar as informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC) é responsável por subsidiar a implantação de políticas públicas na área da educação.

Os processos de avaliação conduzidos pela CPA subsidiam o credenciamento e recredenciamento de instituições de ensino superior, bem como reconhecimento e renovação de cursos de graduação oferecidos.



 

CPA - Composição



Coordenadora da CPA:
Em nomeação.

Corpo Docente:
Prof. Cassius Breda Pereira

Técnico-administrativo:
Iara Maria de Pinheiro Ferreira
Patrícia Aparecida Teixeira

Corpo Discente:
Claudinei Costa de Santana

Sociedade Civil Organizada:
Antonio Martins


 

Apresentação


A Comissão Própria de Avaliação – CPA, responsável pela implementação dos processos de avaliação interna, visa a melhoria do desempenho e das áreas de atuação da Instituição. A CPA, constituída por ato da Reitoria e aprovada pelos órgãos Colegiados Superiores – Portaria nº 22/2015, de 17 de agosto de 2015, é composta por representantes de todos os segmentos da comunidade acadêmica (docentes, discentes e funcionários técnico-administrativos) e da sociedade civil, como preconizado no art.11, inciso I, da lei no. 10.861/2004.

Dando continuidade as ações do processo avaliativo, para o período de 2014-2016, a CPA organizou o Plano de Trabalho em projetos e subprojetos que propiciam a coleta de dados, informações quantitativas e qualitativas da Instituição, relevantes para o aperfeiçoamento das atividades acadêmicas e administrativas. Essa estrutura oportuniza definir ações contínuas e permanentes, enfatizando o caráter global e formativo da Autoavaliação Institucional e da Avaliação de Cursos/Setores/Serviços oferecidos pelo Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana.

A autoavaliação do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana considera três categorias de análise:

a)    organização didático-pedagógica;
b)    perfil do corpo docente, do corpo discente e do corpo técnico-administrativo;
c)    instalações físicas.



 

Autoavaliação Institucional


I.  AÇÕES DECORRENTES DOS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO DE CURSO



A Comissão Própria de Avaliação – CPA, responsável pela implementação dos processos de avaliação interna, visa a melhoria do desempenho e das áreas de atuação da  Instituição.  A  CPA,  constituída  por  ato  da  Reitoria  e  aprovada  pelos  órgãos
Colegiados Superiores – Portaria nº 1/2016, de 28 de março de 2.016, é composta por representantes de todos os segmentos da comunidade acadêmica (docentes, discentes e  funcionários  técnico-administrativos)  e  da  sociedade  civil,  como  preconizado  no
art.11, inciso I, da lei no. 10.861/2004.


Dando continuidade as ações do processo avaliativo, para o período de 2014-2016, a CPA organizou o Plano de Trabalho em projetos e subprojetos que propiciam a coleta  de  dados,  informações  quantitativas  e  qualitativas  da  Instituição,  relevantes para  o  aperfeiçoamento  das  atividades  acadêmicas  e  administrativas.  Essa  estrutura oportuniza  definir  ações  contínuas  e  permanentes,  enfatizando  o  caráter  global  e formativo  da  Autoavaliação  Institucional  e  da  Avaliação  de  Cursos/Setores/Serviços oferecidos pelo Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana.


O  Centro  Universitário  Paulistano  –  UniPaulistana  para  cumprir  as  metas previstas no seu PDI conta com uma Gestão Participativa, que une esforços das áreas acadêmicas  e  administrativas,  reuniões  dos  Conselhos  Superiores,  Colegiados  de Cursos, Relatórios da CPA e Representantes de Classe, que resultaram nas ações:

  • implantação ou atualização das políticas da Instituição;  
  • reformulação e atualização dos projetos pedagógicos dos cursos;  
  • capacitação docente;  
  • atualização e implementação do Plano de Carreira Docente;  
  • desenvolvimento da capacitação dos coordenadores de cursos;  
  • expansão da educação continuada por meio de projetos de cursos Lato Sensu;
  • reformulação da Comissão Própria de Avaliação – CPA;  
  • reestruturação de parte do corpo administrativo: Reitor, Pró-reitor Acadêmico,
  • Biblioteca, Secretaria e Departamento de Tecnologia da Informação.

A  autoavaliação do  Centro  Universitário  Paulistano  –  UniPaulistana  considera três categorias de análise:


a)    organização didático-pedagógica; 
b)    perfil do corpo docente, do corpo discente e do corpo técnico-administrativo;
c)    instalações físicas. 

II. Equipe da Autoavaliação:
Coordenadora da CPA:
Esp. Luciane Cristina Spatti

Corpo Docente:
Prof. Esp. Cassius Breda Pereira

Técnico-administrativo:
Iara Maria de Pinheiro Ferreira
Patrícia Aparecida Teixeira

Corpo Discente:
Claudinei Costa de Santana

Sociedade Civil Organizada:
Antonio Martins

Com a finalidade de tornar cada vez mais participativo o envolvimento do aluno com a Instituição e a sua conscientização com o seu futuro profissional, a Avaliação vem sendo incorporada naturalmente na vida acadêmica e inserida na concepção dos Projetos Pedagógicos dos cursos de graduação.

A  função  da  CPA,  nesse  processo,  é  fornecer  subsídios  à  IES  e  aos coordenadores de cursos para elaboração do Plano de Avaliação de Curso – PAC, a fim de que a coerência com as políticas institucionais e a Autoavaliação Institucional seja mantida.

As  estratégias  utilizadas  são  variadas  e  incluem:  conscientização  de professores, alunos e funcionários; relações interpessoais; reuniões de Colegiado e de NDE; mudança nas diretrizes internas; propostas de recuperação e de reforço; dentre outras.

A análise qualitativa e quantitativa dos resultados das avaliações serve de apoio e  estímulo  para  que  coordenador,  docentes  e  instancias  superiores  utilizem  esses resultados  no  diagnóstico,  revisão  e  planejamento  de  suas  ações  (PDI,  PPC, desempenho dos estudantes e outras). Para tanto, todos os envolvidos nos processos de  avaliação  e  planejamento,  desde  o  corpo  acadêmico  do  curso  até  os  órgãos superiores, atuam em conjunto.

Os resultados obtidos por meio das avaliações têm como objetivo identificar os pontos  fortes  e  os  pontos  a  serem  melhorados  em  relação  à  percepção  do  aluno quanto ao Coordenador do Curso, ao Corpo docente, aos Serviços e a Infraestrutura da Instituição.

Ações Decorrentes

Tomando  por  base,  o  resultado  das  Avaliações  realizadas,  junto  aos  corpos docente,  discente  e  técnico-administrativo,  a  CPA  e  a  Coordenação  de  Curso, juntamente com o NDE e a Gestão do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana realizaram ações, dentre as quais:

  • NDE e Gestão do Curso:

    •  Atualização  do  Projeto  Pedagógico  de  Curso,  dos  Planos  de  Ensino  e respectivas bibliografias, realizada pelo Colegiado de Curso e pelo NDE;
    •  Avaliação discente interdisciplinar;
    • Ampliação da divulgação, junto ao curso, dos programas oferecidos pela Instituição: nivelamento, monitoria, atendimento psicopedagógico;
    •  Ampliação  da  divulgação  e  esclarecimento,  junto  à  comunidade acadêmica, dos serviços de “Ouvidoria e Fale Conosco”, bem como de seus objetivos e operacionalização;
    • Sensibilização  do  corpo  docente  do  curso  para  participação  nas atividades de Capacitação Docente.

 

  • CPA:

    • Ampliação  da  divulgação  dos  resultados  das  Avaliações  de  Curso  e Institucional;
    • Compilação de dados relativos aos egressos e revisão do Projeto: Perfil do  Egresso  do  Centro  Universitário  Paulistano  –  UniPaulistana  e  dos cursos, por ela, oferecidos.

 

  • Gestão do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana:

    • Sensibilização  do  corpo  docente  e  técnico-administrativo,  para participar  das  atividades  de  Capacitação,  principalmente,  dos  setores que atendem pessoalmente ou na disponibilização de seus serviços;
    • Ampliação e atualização do acervo bibliográfico do curso;
    • Ampliação e aperfeiçoamento de ambientes virtuais online para gestão acadêmica  dos  corpos  docente  e  discente  (Sistema  de  Controle Acadêmico, Portal Docente e Portal do Aluno);
    • Incentivo a participação docente e discente em eventos  técnicos e científicos nacionais e internacionais;
    • Estudos para revisão da operacionalização do Programa de Monitoria;
    • Ampliação, adequação e atualização do parque tecnológico;
    • Infraestrutura:  salas  de  aula,  sala  dos  professores,  sala  dos coordenadores,  sala  dos  professores  em  regime  de  tempo  integral, oficinas, atendimento integrado, dentre outras adequações;
    • Ampliação  da  integração  com  a  comunidade  externa  e  com  a responsabilidade social.


I. Autoavaliação

A finalidade deste relatório é informar e divulgar o resultado da Autoavaliação do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana, com os seguintes objetivos:

  • ampliar  o  nível  de  excelência  acadêmica  do  Centro  Universitário Paulistano – UniPaulistana;
  • fortalecer ações de compromisso social;
  • aprimorar a gestão acadêmica, a administrativa e a financeira;
  • verificar o desempenho e a produção científica, tecnológica e artística dos professores, bem como distribuição da carga horária dos docentes na programação acadêmica;
  • identificar pontos fortes e a serem melhorados a partir do ingresso do aluno, sua permanência, participação, diplomação e ingresso no mercado de trabalho;
  • verificar o grau de satisfação de docentes, discentes e funcionários técnico-administrativos quanto ao Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana.


Apresentação

Este instrumento de avaliação refere-se à autoavaliação do Centro Universitário Paulistano  –  UniPaulistana,  realizada  de 17 a 19 de outubro de 2016, com  a participação do corpo docente, discente e técnico-administrativo.

CORPO DOCENTE

Análise – Instrumento: DOCENTES

  • Público-alvo: 685 alunos
  • Número de respondentes: 499 alunos
  • Número de não respondentes: 186 alunos




O corpo docente avaliou:

  • Infraestrutura
  • Serviços
  • Gestão Institucional
  • Coordenação

As avaliações serão apresentadas, neste ato, por todos os cursos.


Infraestrutura





Em relação às condições de Infraestrutura, 8% dos respondentes consideram que a infraestrutura acadêmica é excelente, 24% consideram muito boa, 41% consideram boa e 19% consideram razoável, 5% consideram péssima e 3% não responderam. As questões relativas à infraestrutura destacam os serviços ofertados pela UniPaulistana aos alunos, recursos de laboratórios, a estrutura de laboratórios, a estrutura de atendimento às pessoas portadoras de necessidades especiais, espaço físico das salas de aula, área de conveniência e meios de comunicação interna (mural, reunião com representantes e coordenação) e externa (site, e-mail, rede social, mídia, entre outros). Considerando separadamente o item avaliado, temos:

1
qualidade dos serviços ofertados pela UniPaulistana aos alunos (atendimento, informações, prazos):

  • excelente: 12%
  • muito bom: 28%
  • bom: 39%
  • razoável: 17%
  • péssimo: 3%  
  • não respondeu: 1%
2
recursos de laboratórios utilizados nas necessidades acadêmicas (equipamentos):

  • excelente: 4%
  • muito bom: 17%
  • bom: 44%
  • razoável: 25%  
  • péssimo: 5%
  • não respondeu: 5%
3
estrutura de laboratórios (espaço, iluminação,
normatização):

  • excelente: 6%
  • muito bom: 25%
  • bom: 44%
  • razoável: 18%  
  • péssimo: 3%
  • não respondeu: 5%
4
estrutura de atendimento às pessoas portadoras de necessidades especiais (rampas, piso, elevadores, banheiro e bebedouro adaptado):

  • excelente: 7%
  • muito bom: 23%
  • bom: 37%
  • razoável: 21%  
  • péssimo: 8%
  • não respondeu: 3%
5
espaço físico das salas de aula: 

  • excelente: 14%
  • muito bom: 30%
  • bom: 39%
  • razoável: 12%  
  • péssimo: 4%
  • não respondeu: 1%
6
espaço físico da área de conveniência (pátio e praça
de alimentação):

  • excelente: 8%
  • muito bom: 21%
  • bom: 41%
  • razoável: 23%  
  • péssimo: 6%
  • não respondeu: 1%
7
mural:

  • excelente: 13%
  • muito bom: 20%
  • bom: 45%
  • razoável: 17%  
  • péssimo: 3%
  • não respondeu: 1%

reunião com representantes de classe:

  • excelente: 4%
  • muito bom: 15%
  • bom: 42%
  • razoável: 26%  
  • péssimo: 7%
  • não respondeu: 6%

coordenação de curso:

  • excelente: 17%
  • muito bom: 25%
  • bom: 36%
  • razoável: 15%  
  • péssimo: 4%
  • não respondeu: 3%

mailing:

  • excelente: 4%
  • muito bom: 16%
  • bom: 40%
  • razoável: 22%  
  • péssimo: 8%
  • não respondeu: 9%
8
site

  • excelente: 8%
  • muito bom: 16%
  • bom: 39%
  • razoável: 24%  
  • péssimo: 10%
  • não respondeu: 3%

portal:

  • excelente: 6%
  • muito bom: 14%
  • bom: 38%
  • razoável: 26%  
  • péssimo: 10%
  • não respondeu: 6%

e-mail:

  • excelente: 6%
  • muito bom: 18%
  • bom: 42%
  • razoável: 22%  
  • péssimo: 6%
  • não respondeu: 5%

rede social

  • excelente: 3%
  • muito bom: 12%
  • bom: 37%
  • razoável: 27%  
  • péssimo: 12%
  • não respondeu: 8%

Serviços





Em relação aos Serviços prestados, 10% dos respondentes consideram que é excelente, 19% consideram muito boa, 41% consideram boa e 20% consideram razoável, 6% consideram péssima e 5% não responderam. As questões relativas aos Serviços avaliam a biblioteca, secretaria, tesouraria, marketing, bem como os serviços que cada setor oferece. Considerando separadamente o item avaliado, temos:

1
atendimento da Biblioteca

  • excelente: 31%
  • muito bom: 28%
  • bom: 32%
  • razoável: 5%  
  • péssimo: 1%
  • não respondeu: 2%
2
acervo (número de livros e exemplares) disponíveis:

  • excelente: 17%
  • muito bom: 32%
  • bom: 35%
  • razoável: 11%  
  • péssimo: 2%
  • não respondeu: 3%
3
espaço físico da Biblioteca:

  • excelente: 24%
  • muito bom: 31%
  • bom: 33%
  • razoável: 7%  
  • péssimo: 2%
  • não respondeu: 3% 
4
acesso ao site da Biblioteca Virtual (Minha
Biblioteca):

  • excelente: 10%
  • muito bom: 21%
  • bom: 38%
  • razoável: 19%  
  • péssimo: 6%
  • não respondeu: 5%
5
facilidade na pesquisa do acervo na Biblioteca
Virtual (Minha Biblioteca):

  • excelente: 9%
  • muito bom: 20%
  • bom: 38%
  • razoável: 20%  
  • péssimo: 6%
  • não respondeu: 6%
6
acervo disponível na Biblioteca Virtual (Minha
Biblioteca):

  • excelente: 10%
  • muito bom: 19%
  • bom: 41%
  • razoável: 19%  
  • péssimo: 4%
  • não respondeu: 6%
7
atendimento da Secretaria:

  • excelente: 9%
  • muito bom: 25%
  • bom: 39%
  • razoável: 18%  
  • péssimo: 9%
  • não respondeu: 1%
8 serviços prestados pela Secretaria (emissão de
documentos, prazos, divulgação das informações
acadêmicas):
  • excelente: 10%
  • muito bom: 25%
  • bom: 38%
  • razoável: 19%  
  • péssimo: 7%
  • não respondeu: 1%
9
acesso ao portal acadêmico:

  • excelente: 5%
  • muito bom: 20%
  • bom: 44%
  • razoável: 22%  
  • péssimo: 7%
  • não respondeu: 3%
10
publicidade das informações no portal (conteúdo e prazos):

  • excelente: 3%
  • muito bom: 12%
  • bom: 44%
  • razoável: 30%  
  • péssimo: 8%
  • não respondeu: 3%
11
atendimento da Tesouraria:

  • excelente: 26%
  • muito bom: 35%
  • bom: 29%
  • razoável: 6%  
  • péssimo: 2%
  • não respondeu: 1%
12
serviços prestados na Tesouraria (informações,
prazos, emissão e/ou envio de documentos, entre
outros):

  • excelente: 27%
  • muito bom: 32%
  • bom: 30%
  • razoável: 7%  
  • péssimo: 2%
  • não respondeu: 2%
13
resolução de problemas pelos canais “ouvidoria” e “fale conosco”:

  • excelente: 2%
  • muito bom: 9%
  • bom: 44%
  • razoável: 27%  
  • péssimo: 6%
  • não respondeu: 11%
14
atendimento do departamento de Marketing:

  • excelente: 4%
  • muito bom: 10%
  • bom: 41%
  • razoável: 23%  
  • péssimo: 17%
  • não respondeu: 5%
15
divulgação do departamento de Marketing (eventos, ações institucionais, publicidade):

  • excelente: 4%
  • muito bom: 11%
  • bom: 38%
  • razoável: 30%  
  • péssimo: 14%
  • não respondeu: 3%

Gestão Institucional





Em relação às Gestão Institucional, 6% dos respondentes consideram que é excelente, 17% consideram muito boa, 43% consideram boa e 22% consideram razoável, 7% consideram péssima e 4% não responderam. As questões relativas à Gestão Institucional destacam as normas acadêmicas (Estatuto, Regimento, PDI, PPC e Políticas Acadêmicas), o relacionamento com a Reitoria E Pró-reitoria e a prestação de serviços acadêmicos. Considerando separadamente o item avaliado, temos:

1
divulgação das normas acadêmicas (Estatuto,
Regimento, PDI, PPC e Políticas Acadêmicas):

  • excelente: 3%
  • muito bom: 15%
  • bom: 46%
  • razoável: 26%  
  • péssimo: 6%
  • não respondeu: 4%
2
o relacionamento da Pró-reitoria Acadêmica com os alunos:

  • excelente: 8%
  • muito bom: 19%
  • bom: 39%
  • razoável: 20%  
  • péssimo: 10%
  • não respondeu: 4%
3
Devolutiva das solicitações direcionadas a Pró-
reitoria Acadêmica:

  • excelente: 6%
  • muito bom: 15%
  • bom: 44%
  • razoável: 21%  
  • péssimo: 9%
  • não respondeu: 5%
4
prestação de serviços acadêmicos (atualização de
dados cadastrais, solicitação de dispensas ou
matriculas em disciplinas, requerimentos
processados, boletim de notas e faltas):

  • excelente: 9%
  • muito bom: 19%
  • bom: 44%
  • razoável: 22%  
  • péssimo: 4%
  • não respondeu: 3%

Coordenação




Em relação à Coordenação do Curso, 26% dos respondentes consideram que a atuação do coordenador é excelente, 26% consideram muito boa, 26% consideram boa, 12% consideram razoável, 4% consideram péssima e 3% não responderam. As questões relativas à coordenação de curso, destacam a Disponibilidade de Atendimento, Clareza nas Respostas, Informações do Curso e Devolutiva aos Alunos. Considerando separadamente o item avaliado, temos:
 

1
Disponibilidade de atendimento:

  • excelente: 26%
  • muito bom: 26%
  • bom: 27%
  • razoável: 12%  
  • péssimo: 3%
  • não respondeu: 3%
2
clareza e objetividade na resposta das informações solicitadas:

  • excelente: 26%
  • muito bom: 26%
  • bom: 25%
  • razoável: 11%  
  • péssimo: 5%
  • não respondeu: 3%
3
divulgação das informações relativas ao curso:

  • excelente: 25%
  • muito bom: 26%
  • bom: 27%
  • razoável: 12%  
  • péssimo: 5%
  • não respondeu: 2%
4
devolutiva aos alunos:

  • excelente: 25%
  • muito bom: 24%
  • bom: 26%
  • razoável: 13%  
  • péssimo: 4%
  • não respondeu: 3%

Corpo Docente



A análise do corpo docente foi dividida entre: Assiduidade, Pontualidade; Metodologia e Didática; Entrega de Planos de Ensino; Atendimento aos Alunos e Devolutiva aos Alunos. Temos:


Assiduidade e Pontualidade





Em relação à assiduidade e pontualidade, 61% dos respondentes consideram excelente, 23% consideram muito boa, 11% consideram boa, 2% consideram razoável, 1% consideram péssima e 2% não responderam. 


Metodologia e Didática





Em relação à metodologia e didática,  59%  dos  respondentes  consideram excelente, 23% consideram muito boa, 11% consideram boa, 2% consideram razoável, 1% consideram péssima e 4% não responderam.


Entrega de Planos de Ensino






Em relação à entrega de planos de ensino, 48% dos respondentes consideram excelente, 23% consideram muito boa, 17% consideram boa e 5% consideram razoável, 2% consideram péssima e 5% não responderam.



Atendimento aos Alunos






 


Em relação ao atendimento aos alunos, 54% dos respondentes consideram excelente, 22% consideram muito boa, 13% consideram boa, 4% consideram razoável, 2% consideram péssima e 5% não responderam.


Devolutiva aos Alunos






Em relação ao atendimento aos alunos, 38% dos respondentes consideram excelente, 16% consideram muito boa, 12% consideram boa, 3% consideram razoável, 2% consideram péssima e 4% não responderam. 


 


II. POTENCIALIDADES E FRAGILIDADES


A Comissão Própria de Avaliação - CPA considera como:

  • Potencialidades do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana:

    • A qualidade dos serviços ofertados;
    • A infraestrutura física;
    • Condições de limpeza, conservação, manutenção e ventilação dos ambientes;
    • As capacitações docente e técnico-administrativa;
    • O relacionamento entre funcionários;
    • O atendimento da Biblioteca e Tesouraria;
    • A acessibilidade;
    • O espaço físico das salas de aula;
    • A atuação da coordenação dos cursos;
    • Ouvidoria;
    • Ampliação de parcerias e convênios;
  • Fragilidades do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana:

    • Laboratórios de Informática: estrutura, recursos e equipamentos
    • Canais de comunicação: site, portal e rede social
    • Pesquisa e Iniciação Científica
       
  • Sugestão enviada pelos alunos com providências pela mantenedora:

    • Wifi – melhoria do sinal
       - Em cotação
    • Cantina – melhoria preço, variedade e atendimento
      - Em 2017 a cantina estará sob nova direção
    • Catracas
      - Em análise
    • Mais opções de cursos de especialização
      - Implementação de 6 novos cursos
    • Mais ventiladores na Biblioteca
      - Encaminhado ao departamento responsável para análise e providências
    • Tomadas atualizadas (novo padrão)
      - Encaminhado ao departamento responsável para análise e providências

    • Mural e portais atualizados
      - Encaminhado ao departamento responsável para análise e providências

    • Computadores mais atualizados
      - Solicitado orçamento para aquisição de novas máquinas

    • Lançamento de faltas periodicamente
      - Encaminhado ao departamento responsável para análise e providências

    • Falta de sabonete e papel higiênico nos banheiros
      - Encaminhado ao departamento responsável para análise e providências

    • Serviços de impressão
      - Disponibilizado na recepção, mediante envio antecipado de arquivo

    • Falta de divulgação de informações
      - Encaminhado ao departamento responsável para análise e providências
    • Troca de turma – sala lotada
      - Solicitação  enviada  para  a  Secretaria,  que  providenciou  o  remanejou turma.
    • Problema com bebedouro do 4º andar
      - Solicitação enviada ao Departamento responsável, que regulou a pressão da água.
    • Tomadas da Biblioteca com problemas
      - Foi verificado que os disjuntores estavam desligados.
    • Área para fumantes
      -  Proibido. Lei Federal nº 12.546/11
    • Aceitação de atestados inferiores a 15 dias.
      -  Na educação superior não há abono de faltas, exceto nos seguintes casos: alunos  reservistas,  alunos  em  regime  domiciliar  (doença infectocontagiosa) e grávidas.



III. RECOMENDAÇÕES DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO 

  • Ampliar as ações de sensibilização dos estudantes a respeito da importância dos processos avaliativos e externos do curso e da instituição. 
    - Criação de página própria da CPA para divulgações.
  • Divulgar e esclarecer, em especial para as turmas de iniciantes, os Serviços oferecidos pela Instituição.
    -  Atualização periódica das informações no site.

IV.  AÇÕES PARA DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 

  • Divulgar, em reunião com a gestão acadêmica o resultado da Autoavaliação.
  • Encaminhar aos coordenadores e docentes a avaliação individualizada, pelos discentes.
  • Divulgar aos discentes o resultado final da autoavaliação.    
Pedrolina M. Mesquita
Presidente da Mantenedora
Clóvis Benedito Rosa
Reitor
Luciane Cristina Spatti
Coordenadora da CPA

 


 

Devolutiva dos discentes


 


Autoavaliação Institucional


I. AÇÕES DECORRENTES DOS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO DE CURSO


A Comissão Própria de Avaliação – CPA, responsável pela implementação dos processos de avaliação interna, visa a melhoria do desempenho e das áreas de atuação da Instituição. A CPA, constituída por ato da Reitoria e aprovada pelos órgãos Colegiados Superiores – Portaria nº 22/2015, de 17 de agosto de 2015, é composta por representantes de todos os segmentos da comunidade acadêmica (docentes, discentes e funcionários técnico-administrativos) e da sociedade civil, como preconizado no art.11, inciso I, da lei no. 10.861/2004.


Dando continuidade as ações do processo avaliativo, para o período de 2014-2016, a CPA organizou o Plano de Trabalho em projetos e subprojetos que propiciam a coleta de dados, informações quantitativas e qualitativas da Instituição, relevantes para o aperfeiçoamento das atividades acadêmicas e administrativas. Essa estrutura oportuniza definir ações contínuas e permanentes, enfatizando o caráter global e formativo da Autoavaliação Institucional e da Avaliação de Cursos/Setores/Serviços oferecidos pelo Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana.


O Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana para cumprir as metas previstas no seu PDI conta com uma Gestão Participativa, que une esforços das áreas acadêmicas e administrativas, reuniões dos Conselhos Superiores, Colegiados de Cursos, Relatórios da CPA e Representantes de Classe, que resultaram nas ações:

  • implantação ou atualização das políticas da Instituição;
  • reformulação e atualização dos projetos pedagógicos dos cursos;
  • capacitação docente;
  • atualização e implementação do Plano de Carreira Docente;
  • desenvolvimento da capacitação dos coordenadores de cursos;
  • expansão da educação continuada por meio de projetos de cursos Lato Sensu, em fase de divulgação, sem formação de turmas até o presente momento;
  • reformulação da Comissão Própria de Avaliação – CPA;
  • reestruturação de parte do corpo administrativo: Reitor, Pró-reitor Acadêmico, Procurador Institucional, Departamento de Recursos Humanos, Departamento de Marketing e Departamento de Tecnologia da Informação.

A autoavaliação do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana considera três categorias de análise:


a) organização didático-pedagógica;
b) perfil do corpo docente, do corpo discente e do corpo técnico-administrativo;
c) instalações físicas.


 


II. Equipe da Autoavaliação:



Coordenadora da CPA:
Esp. Luciane Cristina Spatti

Corpo Docente:
Prof. Cassius Breda Pereira

Técnico-administrativo:
Iara Maria de Pinheiro Ferreira
Patrícia Aparecida Teixeira

Corpo Discente:
Claudinei Costa de Santana

Sociedade Civil Organizada:
Antonio Martins
 


Com a finalidade de tornar cada vez mais participativo o envolvimento do aluno com a Instituição e a sua conscientização com o seu futuro profissional, a Avaliação vem sendo incorporada naturalmente na vida acadêmica e inserida na concepção dos Projetos Pedagógicos dos cursos de graduação.


A função da CPA, nesse processo, é fornecer subsídios à IES e aos coordenadores de cursos para elaboração do Plano de Avaliação de Curso – PAC, a fim de que a coerência com as políticas institucionais e a Autoavaliação Institucional seja mantida.


As estratégias utilizadas são variadas e incluem: conscientização de professores, alunos e funcionários; relações interpessoais; reuniões de Colegiado e de NDE; mudança nas diretrizes internas; propostas de recuperação e de reforço; dentre outras.


A análise qualitativa e quantitativa dos resultados das avaliações serve de apoio e estímulo para que coordenador, docentes e instancias superiores utilizem esses resultados no diagnóstico, revisão e planejamento de suas ações (PDI, PPC, desempenho dos estudantes e outras). Para tanto, todos os envolvidos nos processos de avaliação e planejamento, desde o corpo acadêmico do curso até os órgãos superiores, atuam em conjunto.


Os resultados obtidos por meio das avaliações têm como objetivo identificar os pontos fortes e os pontos a serem melhorados em relação à percepção do aluno quanto ao Coordenador do Curso, ao Corpo docente, aos Serviços e a Infraestrutura da Instituição.


 


Ações Decorrentes


Tomando por base, o resultado das Avaliações realizadas, junto aos corpos docente, discente e técnico-administrativo, a CPA e a Coordenação de Curso, juntamente com o NDE e a Gestão do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana realizaram ações, dentre as quais:

  • NDE e Gestão do Curso:
    • Atualização do Projeto Pedagógico de Curso, dos Planos de Ensino e respectivas bibliografias, realizada pelo Colegiado de Curso e pelo NDE;
    • Avaliação discente interdisciplinar;
    • Ampliação da divulgação, junto ao curso, dos programas oferecidos pela Instituição: nivelamento, monitoria, atendimento psicopedagógico;
    • Ampliação da divulgação e esclarecimento, junto à comunidade acadêmica, dos serviços de “Ouvidoria”, bem como de seus objetivos e operacionalização;
    • Sensibilização do corpo docente do curso para participação nas atividades de Capacitação Docente.

 

  • CPA:
    • Ampliação da divulgação dos resultados das Avaliações de Curso e Institucional;
    • Compilação de dados relativos aos egressos e revisão do Projeto: Perfil do Egresso do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana e dos cursos, por ela, oferecidos.

 

  • Gestão do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana:
    • Sensibilização do corpo docente e técnico-administrativo, para participar das atividades de Capacitação, principalmente, dos setores que atendem pessoalmente ou na disponibilização de seus serviços;
    • Ampliação e atualização do acervo bibliográfico do curso;
    • Implantação da Biblioteca Virtual;
    • Ampliação e aperfeiçoamento de ambientes virtuais online para gestão acadêmica dos corpos docente e discente (Sistema de Controle Acadêmico, Portal Docente e Portal do Aluno)
    • Incentivo a participação docente e discente em eventos técnicos e científicos nacionais e internacionais;
    • Estudos para revisão da operacionalização do Programa de Monitoria;
    • Ampliação, adequação e atualização do parque tecnológico;
    • Infraestrutura: salas de aula, sala dos professores, sala dos coordenadores, sala dos professores em regime de tempo integral, oficinas, atendimento integrado, dentre outras adequações;
    • Ampliação da integração com a comunidade externa e com a responsabilidade social.

 


I. Autoavaliação

A finalidade deste relatório é informar e divulgar o resultado da Autoavaliação do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana, com os seguintes objetivos:

  • ampliar o nível de excelência acadêmica do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana;
  • fortalecer ações de compromisso social;
  • aprimorar a gestão acadêmica, a administrativa e a financeira;
  • verificar o desempenho e a produção científica, tecnológica e artística dos professores, bem como distribuição da carga horária dos docentes na programação acadêmica;
  • identificar pontos fortes e a serem melhorados a partir do ingresso do aluno, sua permanência, participação, diplomação e ingresso no mercado de trabalho;
  • verificar o grau de satisfação de docentes, discentes e funcionários técnico-administrativos quanto ao Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana.

 


Apresentação

Este instrumento de avaliação refere-se à autoavaliação do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana, realizada de 22 a 26 de junho de 2015, com a participação do corpo docente, discente e técnico-administrativo.


 


CORPO DISCENTE

Análise – Instrumento: DISCENTES


  • Público-alvo: 377 alunos
  • Número de respondentes: 328 alunos
  • Número de não respondentes: 49 alunos




O corpo discente avaliou:

  • Infraestrutura
  • Gestão Institucional
  • Coordenação
  • Corpo Docente



As avaliações serão apresentadas, neste ato, por todos os cursos.


 


Infraestrutura





 


Em relação às condições de Infraestrutura, 3% dos respondentes consideram que a infraestrutura acadêmica é excelente, 8% consideram muito boa, 34% consideram boa e 35% consideram razoável, 17% consideram péssima e 3% não responderam. As questões relativas à infraestrutura destacam os serviços ofertados pela UniPaulistana aos alunos, recursos de laboratórios, a estrutura de laboratórios, a estrutura de atendimento às pessoas portadoras de necessidades especiais e meios de comunicação interna e externa (site, e-mail, rede social, mídia, entre outros). Considerando separadamente o item avaliado, temos:


 


Infraestrutura


 

1
qualidade dos serviços ofertados pela UniPaulistana aos alunos:

  • excelente: 5%
  • muito bom: 16%
  • bom: 49%
  • razoável: 26%
  • péssimo: 4%
  • não respondeu: 0%
2
recursos de laboratórios utilizados nas necessidades acadêmicas:

  • excelente: 1%
  • muito bom: 7%
  • bom: 32%
  • razoável: 34%
  • péssimo: 22%
  • não respondeu: 4%
3
estrutura de laboratórios:

  • excelente: 1%
  • muito bom: 8%
  • bom: 33%
  • razoável: 39%
  • péssimo: 15%
  • não respondeu: 4%
4
estrutura de atendimento às pessoas portadoras de necessidades especiais:

  • excelente: 4%
  • muito bom: 11%
  • bom: 50%
  • razoável: 21%
  • péssimo: 8%
  • não respondeu: 6%
5
Site

  • excelente: 2%
  • muito bom: 8%
  • bom: 27%
  • razoável: 41%
  • péssimo: 21%
  • não respondeu: 1%

Portal

  • excelente: 3%
  • muito bom: 7%
  • bom: 27%
  • razoável: 41%
  • péssimo: 22%
  • não respondeu: 2%

E-mail

  • excelente: 5%
  • muito bom: 7%
  • bom: 33%
  • razoável: 35%
  • péssimo: 17%
  • não respondeu: 3%

Rede Social

  • excelente: 3%
  • muito bom: 5%
  • bom: 31%
  • razoável: 37%
  • péssimo: 19%
  • não respondeu: 5%

Mídia

  • excelente: 2%
  • muito bom: 6%
  • bom: 27%
  • razoável: 38%
  • péssimo: 22%
  • não respondeu: 5%

 


Gestão Institucional





Em relação às Gestão Institucional, 7% dos respondentes consideram que é excelente, 17% consideram muito boa, 43% consideram boa e 26% consideram razoável, 6% consideram péssima e 1% não responderam. As questões relativas à Gestão Institucional destacam as normas acadêmicas (Estatuto, Regimento, PDI, PPC e Políticas Acadêmicas), o relacionamento com a Reitoria e a prestação de serviços acadêmicos. Considerando separadamente o item avaliado, temos:

1
divulgação das normas acadêmicas (Estatuto, Regimento, PDI, PPC e Políticas Acadêmicas):

  • excelente: 3%
  • muito bom: 11%
  • bom: 44%
  • razoável: 34%
  • péssimo: 7%
  • não respondeu: 1%
2
o relacionamento com a Reitoria:

  • excelente: 10%
  • muito bom: 18%
  • bom: 39%
  • razoável: 24%
  • péssimo: 8%
  • não respondeu: 1%
3
prestação de serviços acadêmicos

  • excelente: 6%
  • muito bom: 23%
  • bom: 46%
  • razoável: 20%
  • péssimo: 3%
  • não respondeu: 2%

Coordenação





Em relação à Coordenação do Curso, 20% dos respondentes consideram que a atuação do coordenador é excelente, 14% consideram muito boa, 32% consideram boa, 18% consideram razoável, 12% consideram péssima e 4% não responderam. As questões relativas à coordenação de curso, destacam a Assiduidade e Pontualidade; Metodologia e Didática; Entrega de Planos de Ensino; e Atendimento aos Alunos.


Corpo Docente


A análise do corpo docente foi dividida entre: Assiduidade e Pontualidade; Metodologia e Didática; Entrega de Planos de Ensino; e Atendimento aos Alunos.


Assiduidade e Pontualidade





Em relação à assiduidade e pontualidade, 48% dos respondentes consideram excelente, 20% consideram muito boa, 14% consideram boa, 3% consideram razoável, 3% consideram péssima e 12% não responderam. 


Metodologia e Didática





Em relação à metodologia e didática, 39% dos respondentes consideram excelente, 21% consideram muito boa, 19% consideram boa, 6% consideram razoável, 4% consideram péssima e 11% não responderam.


Entrega de Planos de Ensino





Em relação à entrega de planos de ensino, 42% dos respondentes consideram excelente, 21% consideram muito boa, 17% consideram boa e 5% consideram razoável, 3% consideram péssima e 12% não responderam.


Atendimento aos Alunos





Em relação ao atendimento aos alunos, 45% dos respondentes consideram excelente, 19% consideram muito boa, 15% consideram boa, 5% consideram razoável, 4% consideram péssima e 12% não responderam.


 


II. POTENCIALIDADES E FRAGILIDADES


A Comissão Própria de Avaliação - CPA considera como:


 

  • Potencialidades do Centro Universitário Paulistano ? UniPaulistana:
    • A infraestrutura física
    • Condições de limpeza, conservação, manutenção e ventilação dos ambientes.
    • As capacitações docente e técnico-administrativa
    • O relacionamento entre funcionários
    • A acessibilidade
    • Ouvidoria
    • Ampliação de parcerias e convênios
  • Fragilidades do Centro Universitário Paulistano ? UniPaulistana (com providências pela mantenedora):

    • Laboratórios de Informática: estrutura e recursos
      • Cotação e Projeto de Atualização com a área específica
    • Canais de comunicação: site e portal
      • Cotação de preço para informatizar secretaria e atualizar o site
    • Pesquisa e Iniciação Científica
      • Contratação de coordenador para a iniciação científica e pós-graduação lato sensu.

    III. RECOMENDAÇÕES DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

    • Ampliar as ações de sensibilização dos estudantes a respeito da importância dos processos avaliativos e externos do curso e da instituição.
      • Cotação para criação de página própria da CPA para divulgações.
    • Divulgar e esclarecer, em especial para as turmas de iniciantes, os Serviços oferecidos pela Instituição.
      • Cotação para atualização periódica das informações no site.


    IV. AÇÕES FUTURAS DA CPA

    • Divulgar, em reunião com a gestão acadêmica o resultado da Autoavaliação.
    • Encaminhar aos coordenadores e docentes a avaliação individualizada, pelos discentes.
    • Divulgar aos discentes o resultado final da autoavaliação.
    • Criação de e-mail da CPA para críticas ou sugestões.

    V. AÇÕES PARA DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS

    • Divulgação dos resultados da Autoavaliação e respectivas conclusões no site e nos murais do Centro Universitário Paulistano ? UniPaulistana.

     


     

    Pedrolina M. Mesquita
    Presidente da Mantenedora
    Clóvis Benedito Rosa
    Reitor
    Luciane Cristina Spatti
    Coordenadora da CPA


 


CPA - Proposta de Plano de Trabalho


I – Introdução


Com a instituição do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES o Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana constituiu a Comissão Própria de Avaliação – CPA, órgão responsável pela Avaliação Institucional, com a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e um membro da sociedade civil organizada, e o Núcleo Docente Estruturante – NDE, este a fim de exercer liderança acadêmica no âmbito do respectivo curso, em função do conhecimentos na área, no desenvolvimento do ensino, e em outras dimensões e que atuem sobre o desenvolvimento do curso.


A Comissão Própria de Avaliação – CPA, responsável pela implementação dos processos de avaliação interna, visa a melhoria do desempenho e das áreas de atuação da Instituição. A CPA, constituída por ato da Reitoria e aprovada pelos órgãos colegiados superiores – Portaria–CPA nº 7/2014, de 01 de agosto de 2014, é composta por representantes de todos os segmentos da comunidade universitária (docentes, discentes e funcionários técnico-administrativos) e da sociedade civil, como preconizado no Art. 11, inciso I, da Lei nº 10.861/2004.


A Avaliação Institucional é processo contínuo e permanente, devendo envolver toda a comunidade acadêmica, para que todos se sintam sujeitos do processo, possibilitando o fortalecimento da cultura avaliativa na IES.


O Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana para cumprir as metas previstas no seu PDI conta com uma Gestão Participativa, que une esforços das áreas acadêmicas e administrativas, reuniões dos Conselhos Superiores, Colegiados de Cursos, Relatórios da CPA e Representantes de Classe, que resultaram nas ações: implantação ou atualização das políticas da Instituição; reformulação e atualização dos projetos pedagógicos dos cursos; capacitação docente; atualização e implementação do Plano de Carreira Docente; desenvolvimento da capacitação dos coordenadores de cursos; expansão da educação continuada por meio de projetos de cursos Lato Sensu, em fase de divulgação, sem formação de turmas, até o presente momento; reformulação da Comissão Própria de Avaliação – CPA; reestruturação de parte do corpo administrativo: Reitor, Pró-reitor Acadêmico, Procurador Institucional, Departamento de Recursos Humanos, Departamento de Marketing e Departamento de Tecnologia da Informação.


Plano de Trabalho 2014 – 2016


II. Metodologia

  1. Elaboração da Proposta de Avaliação dos Cursos:
    • Planejamento da autoavaliação;
  2. Estratégias de marketing interno e externo:
    • Reunião dos membros da CPA com a direção, as coordenações de curso, corpo docente, representante de classe e com os responsáveis por setores do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana para apresentar a CPA e reforçar a importância da autoavaliação e do envolvimento sinergético de toda a comunidade acadêmica.
  3. Construção dos instrumentos de coleta de dados:
    • Verificar os processos de autoavaliação existentes
    • Definir quais os objetivos específicos de cada instrumento de avaliação;
    • Elaborar os instrumentos específicos;
  4. Levantamento de dados:
    • Análise dos dados;
    • Consolidação dos dados (Relatórios);
    • Apresentação dos dados consolidados (Relatórios parciais).
  5. Elaboração e apresentação do relatório final:
    • Elaboração do relatório final;
    • Apresentação do relatório final à comunidade interna e externa.
  6. Estratégia de Aplicação do Instrumento de Avaliação Externa:
    • Elaboração do questionário;
    • Planejamento da aplicação da autoavaliação;
    • Aplicação do questionário.
  7. Levantamento de dados:
    • Análise dos dados;
    • Consolidação dos dados (Relatórios);
    • Apresentação dos dados consolidados (Relatórios parciais).
      • Apresentação do relatório da autoavaliação:
        • Reunião com os dirigentes para apresentação do relatório;
        • Divulgação interna;
        • Divulgação externa.

III. Desenvolvimento

  • Ações

 

  1. Sensibilização da comunidade acadêmica:
    1. Realização encontros com o objetivo de apresentar o Projeto de Avaliação Institucional, em suas diferentes etapas, aos diversos segmentos da comunidade acadêmica.
    2. Divulgação das atividades do projeto por meio de:
      • Link da CPA na página;
      • Campanha de divulgação interna da CPA;
      • Campanha de divulgação externa da CPA.
  2. Coleta de dados junto aos segmentos da comunidade acadêmica: este procedimento tem por objetivo um monitoramento contínuo das atividades. Os dados gerados também servirão de fonte (em análise de série histórica) de informação para elaboração dos relatórios da Avaliação Institucional, solicitados pelo INEP.
  3. Construção dos instrumentos de avaliação interna e externa.
    Os resultados da Autoavaliação institucional, na forma de relatórios quantitativos e qualitativos, são apresentados aos ??rgãos da Administração do Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana e sua mantenedora Organização Paulista de Educação e Cultura – OPEC, cabendo a cada órgão dentro de suas competências, os encaminhamentos necessários para a otimização da realidade institucional e acadêmica da Instituição, de forma competente e criativa, bem como aos corpos discente e técnico-administrativo e aos avaliadores externos.


    O processo de divulgação dos relatórios, se dá como continuidade do processo de avaliação interna, utilizando-se de reuniões, documentos informativos, seminários, entre outros. Ao final do processo de Autoavaliação, realiza-se uma análise crítica quanto aos procedimentos utilizados, inclusive dos instrumentos avaliativos, das dificuldades encontradas e das ações saneadoras apontadas pela Comissão Própria de Avaliação – CPA, o que permite um planejamento de ações futuras.


    Quanto as Avaliações Externas, os consultores apresentam relatórios consubstanciados, discutidos nos Colegiados competentes, adensando o conjunto de informações compartilhadas principalmente pelos docentes, de forma a contribuir para o saneamento de dificuldades encontradas.


    Os resultados das avaliações internas e externas, inclusive as verificações oficiais procedidas pelo MEC, quando do reconhecimento de cursos, verificações das condições de oferta/ensino, bem como da participação dos discentes no Exame Nacional de Desempenho de Estudante (ENADE), formam matriz de reflexão que embasam diversas ações no intuito da otimização da estrutura e dos elementos que compõem as Políticas Acadêmicas e Institucionais.


    De posse dos dados provenientes das avaliações, os órgãos competentes, Reitoria, Pró-reitoria, Conselhos Superior e Chefes dos setores administrativos, dão encaminhamentos, respectivamente, a questões gerenciais, estratégicas e institucionais, e de execução de ações no intuito de superar deficiências identificadas.

  • Planejamento e Avaliação institucional

 


Objetivo: Analisar a descrição e a identificação, por intermédio do documento Relato Institucional, dos principais elementos do processo avaliativo da IES em relação ao seu PDI, aos relatórios elaborados pela CPA e aos demais documentos institucionais avaliativos do período que constituiu o objeto de avaliação:


Procedimentos Gerais para a Autoavaliação


1. Análise das autoavaliações anteriores;
2. Estabelecimento de estratégias para o processo de Autoavaliação;
3. Elaboração dos instrumentos avaliativos;
4. Definição de leitura dos dados coletados;
5. Estratégias para a aplicação/análise;
6. Aplicação por grupos de agentes avaliadores;
7. Tabulação dos dados coletados;
8. Análise dos dados coletados;
9. Elaboração de Relatórios qualitativo e quantitativo;
10. Divulgação dos resultados/encaminhamentos de sugestões;
11. Revisão dos instrumentos/procedimentos.


Metodologia, Dimensões e Instrumentos a Serem Utilizados no Processo de Autoavaliação: dada a complexidade das dimensões definidas no Roteiro de Autoavaliação Institucional divulgado pelo MEC/INEP/CONAES, com exceção daquelas em que predominam análises de indicadores quantitativos, a metodologia adotada consistirá dos seguintes critérios: para cada grupo de dados avaliado será apresentada uma sequência de proposições, sobre as quais, o avaliador pode assinalar uma das seguintes alternativas:

A: a proposição é plenamente atendida
B: a proposição é atendida em grande parte
C: a proposição é atendida em parte
D: a proposição é insuficientemente atendida
E: a proposição não é atendida


Quanto à análise dos resultados utiliza-se uma escala gradiente de pesos, a saber: Pesos (escala gradiente) Alternativas

  • 10 A: a proposição é plenamente atendida
  • 7,5 B: a proposição é atendida em grande parte
  • 5 C: a proposição é atendida em parte
  • 2,5 D: a proposição é insuficientemente atendida
  • 0 E: a proposição não é atendida

A escala gradiente possibilita verificar dentro de uma nota mínima e máxima a classificação de cada proposição. Para tanto, os intervalos regulares partem da nota 0 (zero). Esta nota refere-se ao não atendimento da proposição, isto é, a ausência de atendimento (alternativa E). A alternativa A corresponde ao pleno atendimento (peso 10). As demais alternativas, B, C e D apresentam-se de acordo com o intervalo adotado 2,5. Optou-se por uma escala de zero a dez (10) em razão da familiaridade com estes números nas avaliações em geral.

Diante da histórica Autoavaliação institucional desenvolvida pelo Centro Universitário Paulistano – UniPaulistana, desde 1998, a CPA tomou por critério a continuidade da avaliação do Corpo Docente realizada pelos alunos utilizando os seguintes critérios metodológicos:

  1. Média aritmética de todas as proposições de acordo com os resultados obtidos, independente do docente avaliado;
  2. Análise individual do corpo docente a partir do cálculo da média aritmética das respostas obtidas em cada proposição;
  3. Por fim, com os dados obtidos, são construídos gráficos individuais do corpo docente, nos quais se compara a média geral do Departamento e as médias obtidas pelos docentes.

Aspectos que deverão ser considerados na avaliação:

  • Evolução institucional a partir dos processos de Planejamento e Avaliação Institucional.
  • Projeto/processo de autoavaliação institucional.
  • Autoavaliação institucional: participação da comunidade acadêmica.
  • Autoavaliação institucional e avaliações externas: análise e divulgação dos resultados.
  • Elaboração do relatório de autoavaliação.

Ações previstas:

  • Reuniões técnicas com os diversos setores para a análise da aplicação efetiva do PDI.
  • Criação de instrumentos de avaliação a ser respondi dos pelos corpos docentes, discentes e técnico-administrativos.
  • Divulgação dos processos e resultados da autoavaliação
  • Desenvolvimento Sustentável

 


Setor Responsável: CPA


Objetivo: Analisar e determinar a coerência existente entre PDI e as ações institucionais nas diferentes vertentes de sua atuação acadêmica – ensino, pesquisa, extensão e gestão. Pretende, igualmente, verificar os diferentes caminhos percorridos pela IES no contexto de sua inserção social, bem como sua atuação face à inclusão e ao desenvolvimento econômico e social, tendo sempre como base a missão, os propósitos e as metas anunciadas no PDI.
Aspectos que deverão ser considerados na avaliação:


  • Missão institucional, metas e objetivos do PDI.
  • Coerência entre o PDI e as atividades de ensino de graduação e de pós-graduação.
  • Coerência entre o PDI e as práticas de extensão.
  • Coerência entre o PDI e as atividades de pesquisa/iniciação científica, tecnológica, artística e cultural.
  • Coerência entre o PDI e as ações institucionais no que se refere à diversidade, ao meio ambiente, à memória cultural, à produção artística e ao patrimônio cultural.
  • Coerência entre o PDI e as ações institucionais voltadas para o desenvolvimento econômico e social.
  • Coerência entre o PDI e ações de responsabilidade social: inclusão social.
  • Coerência entre o PDI e ações afirmativas de defesa e promoção dos direitos humanos e igualdade étnico- racial.
  • Internacionalização: coerência entre o PDI e as ações institucionais.

Ações previstas:

  • Reuniões com as diversas áreas para a incorporação de sugestões e atualização do PDI.
  • Acompanhamento da aplicação do PDI e dos Projetos Pedagógicos dos Cursos.
  • Levantamento dos programas de responsabilidade social, desenvolvidos e avaliação do impacto destes programas na comunidade.

Setor Responsável: gestores ligados ao ensino, pesquisa e extensão.

  • Políticas acadêmicas

 


Objetivo: Analisar e verificar os elementos constitutivos das práticas de ensino, pesquisa e extensão, considerando como meta o aprendizado. Enfatiza-se também a relação entre as políticas acadêmicas, a comunicação com a sociedade e o atendimento ao discente.
Aspectos que deverão ser considerados na avaliação:


  • Políticas de ensino e ações acadêmico-administrativas para os cursos de graduação;
  • Políticas de ensino e ações acadêmico-administrativas para os cursos de pós-graduação lato sensu;
  • Políticas institucionais e ações acadêmico-administrativas para a pesquisa ou iniciação científica, tecnológica, patrimonial, artística e cultural;
  • Políticas institucionais e ações acadêmico-administrativas para a extensão;
  • Políticas institucionais e ações de estímulo relacionadas à difusão das produções acadêmicas: científica, didático-pedagógica, tecnológica, patrimonial, artística e cultural;
  • Comunicação da IES com a comunidade externa;
  • Comunicação da IES com a comunidade interna;
  • Programas de atendimento aos estudantes;
  • Programas de apoio à realização de eventos internos, externos e à produção discente;
  • Política e ações de acompanhamento dos egressos;
  • Atuação dos egressos da IES no ambiente socioeconômico;
  • Inovação tecnológica e propriedade intelectual: coerência entre o PDI e as ações institucionais.

Ações previstas:

  • Reuniões de integração de informações da graduação e pós-graduação.
  • Reuniões para o acompanhamento da produção acadêmica na instituição.
  • Análise dos programas de iniciação científica e difusão cultural da instituição.
  • Reuniões para o acompanhamento dos programas de extensão.
  • Definição de propostas de facilitação da comunicação da instituição com as comunidades interna e externa.
  • Levantamento de publicações utilizadas pela instituição para a sua efetiva comunicação com as comunidades interna e externa.
  • Aplicação de instrumentos de avaliação de acompanhamento dos egressos.
  • Reuniões com os núcleos de apoio aos discentes.
  • Acompanhamento dos relatórios de atendimento aos discentes

Setor Responsável: gestores ligados ao ensino pesquisa e extensão e núcleos de apoio discente.

  • Políticas de gestão

 


Objetivo: Avaliar o desenvolvimento das políticas de pessoal e da organização e gestão da instituição. Abrange, ainda, elementos do planejamento e da sustentabilidade financeira da IES para garantir o seu pleno desenvolvimento de forma sustentável.
Aspectos que deverão ser considerados na avaliação:


  • Política de formação e capacitação docente.
  • Política de formação e capacitação do corpo técnico-administrativo.
  • Gestão institucional.
  • Sistema de registro acadêmico.
  • Sustentabilidade financeira.
  • Relação entre o planejamento financeiro (orçamento) e a gestão institucional.
  • Coerência entre plano de carreira e a gestão do corpo docente
  • Coerência entre o plano de carreira e a gestão do corpo técnico-administrativo.

Ações previstas:

  • Levantamento das políticas de capacitação para o corpo docente e o corpo técnico administrativo.
  • Criação de instrumentos de autoavaliação referente às políticas de capacitação para serem respondidos pelos membros do corpo docente e corpo técnico administrativo.
  • Análise do plano de gestão.
  • Análise dos órgãos de participação da comunidade na gestão da instituição.
  • Acompanhamento dos processos de registro acadêmico.
  • Acompanhamento dos relatórios econômico financeiros da instituição.
  • Acompanhamento da aplicação do plano de carreira para o corpo docente e corpo técnico administrativo.
  • Criação de um banco de dados gerencial integrado

Setor Responsável: Gestores acadêmicos, financeiros e de recursos humanos.

  • Infraestrutura física

 


Objetivo: Avaliar as condições que a IES apresenta para o desenvolvimento de suas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão.
Aspectos que deverão ser considerados na avaliação:


  • Instalações administrativas.
  • Salas de aula.
  • Auditório.
  • Sala de professores.
  • Espaços para atendimento aos alunos.
  • Infraestrutura para CPA.
  • Gabinetes/estações de trabalho para professores em Tempo Integral - TI.
  • Instalações sanitárias.
  • Biblioteca: infraestrutura física.
  • Biblioteca: serviços e informatização.
  • Biblioteca: plano de atualização do acervo.
  • Sala de apoio de informática ou infraestrutura equivalente.
  • Recursos de Tecnologias de Informação e Comunicação.
  • Laboratórios, ambientes e cenários para práticas didáticas: infraestrutura física.
  • Laboratórios, ambientes e cenários para práticas didáticas: serviços.
  • Espaços de convivência e de alimentação.

 


Ações previstas:

  • Reuniões com os setores diretamente responsáveis pela infraestrutura da instituição.
  • Criação de instrumentos de autoavaliação para serem respondidos pela comunidade acadêmica (Docentes, discentes, funcionários e egressos).

Setor Responsável: gestores acadêmicos, de recursos humanos e serviços gerais.


 




CPA - Detalhamento do cronograma das atividades da CPA


Exercício 2014

1 Elaboração do Projeto de Avaliação Institucional Interna 2º sem. de 2014
2 Análise do questionário para aplicação e coleta de dados 2º sem. de 2014
3 Aplicação do questionário dos cursos de graduação 2º sem. de 2014
4 Devolutiva das avaliações aos coordenadores 2º sem. de 2014
5 Elaboração dos relatórios dos cursos 2º sem. de 2014
6 Divulgação dos resultados da avaliação dos cursos 1º sem. de 2014

Exercício 2015

7 Elaboração do Projeto de Avaliação Institucional Externa 1º sem. de 2015
8 Análise do questionário para aplicação e coleta de dados 1º sem. de 2015
9 Aplicação dos instrumentos de avaliação interna (docente, discente e   
 técnico-administrativo)
1º sem. de 2015
10 Tabulação dos resultados da avaliação 2º sem. de 2015
11 Elaboração do relatório da avaliação externa 2º sem. de 2015

Exercício 2016

12 Reunião com a direção da instituição para apresentação do resultado da avaliação externa 1º sem. de 2016
13 Análise global da avaliação externa 1º sem. de 2016
14 Divulgação dos resultados para os coordenadores de curso 1º sem. de 2016
15 Divulgação dos resultados para o corpo docente 1º sem. de 2016
16 Divulgação dos resultados para o corpo discente 1º sem. de 2016
17 Publicação ampla do Relatório da Avaliação Institucional Externa 1º sem. de 2016

 





 

Faça o Download do Relatório abaixo




Fique por dentro

Lista Aprovados do Concurso de Bolsa - Processo Seletivo 2017-2
Divulgamos oficialmente a lista dos aprovados do último Concurso de…
Leia mais

Rematrícula 2017-2 on-line. Passo a passo como proceder.
A todos os alunos da UniPaulistana, comunicamos que  rematrícula on-line…
Leia mais

Demais notícias

Central do aluno


Alunos! Todas as informações úteis para o seu dia-a-dia acadêmico.

Acessar

Instituição Participante - PROUNI